Anúncios
DicasNews

O ridículo mimimi de torcer contra Seleção Brasileira


Claro que cada um tem o direito de torcer contra ou a favor. Todavia, é preciso estar bem informado antes de vir com este discurso moralista.


Pouco antes da Copa do Mundo começar, um grupo de brasileiros cismou que era chic torcer contra o Brasil. As justificativas não poderiam ser mais estapafúrdias. Vamos à algumas delas:

copa 18

  • Não posso torcer pela Seleção Brasileira porque a situação do nosso país está muito mal. Se vencer a Copa do Mundo, os políticos safados vão se aproveitar da situação para faturar politicamente.
  • Esses jogadores são ricos e não “estão nem aí” com esta situação terrível pela qual os brasileiros estão passando. Só pensam em dinheiro.
  • Torço pela Suíça porque é um país sério onde não há corrupção. Ou pela Alemanha. Não sou a favor da Argentina.
  • Os brasileiros viajaram em avião luxuoso fretado enquanto os alemães foram para a Rússia em voo de carreira na classe econômica.
  • O povo morrendo de fome e o governo gastando os tubos com esta seleção. Tomara que perca.
  • Os jogadores de hoje são muito mercenários. Antigamente havia mais honestidade e patriotismo.

Essas foram algumas “pérolas” reproduzidas no Facebook durante os dias que precederam a abertura da Copa do Mundo na Rússia e que ainda se espalham pela mídia social.

copa 18

Pois bem, vamos aos fatos. Lamento que essas frases vazias atraiam muita simpatia pois todos estão em busca de várias curtidas.

brazil-875577_960_720.jpg

Ponto 1. Ora, faz tempo que a situação do Brasil está ruim. Sempre vivemos na roleta russa de otimismo extremo e pessimismo exagerado. Portanto, não é um fenômeno atual. Sobre faturar politicamente, outro discurso vazio. O Brasil venceu cinco copas. Em 1958, o presidente era Juscelino Kubistchek; em 1962, João Goulart; em 1970, Emilio Garrastazu Medicis; em 1994, Itamar Franco; em 2002, Fernando Henrique Cardoso. Com exceção da manipulação ostensiva na época da ditadura, as conquistas pouco influenciaram no momento político. Mesmo na época, os ativistas de esquerda tentaram boicotar o evento, mas acabaram se rendendo à classe de Pelé & Cia. A conquista do penta em 2002 foi insuficiente para garantir a vitória de José Serra, candidato do governo derrotado na eleição pelo oposicionista Luiz Inácio Lula da Silva.

pele-e1464693846310

Ponto 2. Os jogadores são atletas profissionais e bem pagos graças às suas qualidades. E são pagos pelos clubes e seus patrocinadores. Portanto, é como ocorre com executivos, atores, cantores etc. São bem pagos pelas empresas, pelas produtoras de shows e de cinema. E pouca gente se rebela contra isto.

Ponto 3. Suíça e Alemanha realmente têm IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) alto. Mas, isto não entra em campo. Entretanto, também têm suas mazelas. Suíça é sinônimo de esconderijo de dinheiro obtido de forma pouco ortodoxa enquanto Alemanha ainda carrega a sina de extermínio de judeus na época do nazismo. Outra incoerência. Não pode torcer pelos odiados hermanos. Porém, brasileiros torcem ardentemente pelas seleções africanas, geralmente governadas por ditadores cruéis que massacram suas populações e são extremamente corruptos.

Pontos 4 e 5. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) é uma entidade privada que vive da venda de patrocínios e de pagamento dos clubes filiados. Ou seja, nenhum centavo do governo brasileiro é pego para pagar a “mordomia” dos jogadores brasileiros. Isto não quer dizer, é claro, que a CBF seja um ícone da honestidade. Não é. Porém, é competente para administrar seu patrimônio. Sobre os voos, um detalhe. O Brasil fez um voo transcontinental de 11 horas e meio entre Rio de Janeiro e Londres enquanto a distância entre Berlim e Moscou é de apenas 3 horas e meia.

Ponto 6. Antigamente os jogadores eram explorados pelos dirigentes dos clubes que mandavam em suas carreiras e pagavam salários vergonhosos para eles. Um exemplo clássico foi o craque Garrincha. Por ter de estar em campo em razão de contrato com a promotora do jogo, muitas vezes recebia injeções no joelho para suportar a dor e cumprir sua missão nos 90 minutos da partida. Resultado: sua carreira foi curta e ele acabou morrendo precocemente. Hoje, isto é impensável. Portanto, é hora de questionarmos a tal “época romântica” do futebol brasileiro. O próprio Pelé só ficou rico como Relações Públicas mundial do esporte, após ter se aposentado dos gramados.

Claro que cada um tem o direito de torcer contra ou a favor. Todavia, é preciso estar bem informado antes de vir com este discurso moralista.

 

 

 

 

 

Anúncios
Sobre Tozzi (112 artigos)
A class of 1979 graduate from FAAP with over 30 years’ experience, he has also worked for 5 years for Grupo O Estado de S.Paulo/Jornal da Tarde, all the while also freelancing for publications such as Exame, and magazines such as Grupo Ideia, editora da IstoÉ, e Química e Derivados, da editora QD. In the media relations world, he worked for Burson Marsteller in São Paulo, one of the sector's most highly regarded companies wherein he held the title of Gerente de Imprensa and fulfilled the job function of coordinating the activities of his fellow colleagues. In the United States, he has become known as one of the nation’s top Portuguese-speaking journalists having in his curriculum the experience of being editor-in-chief of such publications such as Florida Review in Miami and AcheiUSA in Broward. Furthermore, in South Florida, he collaborated on the journal, O Estado de S.Paulo, with the radio station CBN, and was editor of Sony magazine’s Portuguese branch. His work in television includes CBS Telenotícias, which provided Brazil with journalistic information and PSN, a sports station, wherein he produced the tennis broadcasts. Finally, he also worked for RIT TV as a director of journalism. He worked as a color commentator for NBA games, which are broadcast live to Brazil via TNT (Canal Space Brasil) and also a weekly contributor to the website Direto da Redação. He is a translator who counts on a client base which includes the likes of Motorola, Wacom, and ViewSonic among others.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: